BLOG | 14 Bis Estampas

Fique por dentro do antigomobilismo e carros que marcaram época

Publicado: 04/11/2018

Confira a nossa lista com 20 carros que fizeram história no mundo

 Crédito da imagem: Neil Kelly/Pexels

Houve milhares de modelos diferentes de carros usados ao longo dos anos, e a maioria deles veio e passou sem que ninguém percebesse.

 

Mas, ocasionalmente, surgia algo que realmente capturava a imaginação dos entusiastas e acabava tornando-se um carro clássico com um grande número de seguidores em todo o mundo, graças à sua brilhante engenharia, estilo de destaque ou desempenho emocionante.

 

Aqui, celebramos 20 desses carros usados que ainda seguem importantes dentro do antigomobilismo e que, de alguma forma, marcaram a época em que foram concebidos.

 

1. Fusca da Volkswagen, de 1945

 

Com mais de 21 milhões de unidades vendidas em uma produção que vai de 1945 a 2003, provavelmente nenhum tipo de carros à venda será vendido em maior número do que o Fusquinha da Volkswagen.
Crédito da imagem: concursus vx


2. Citroen 2CV, de 1948

 

No mundo dos carros à venda econômicos, poucos são mais frugais do que o 2CV brilhantemente projetado. Espaçoso e repleto de personalidade, o “Caracol de Lata” também é incrivelmente confortável e muito mais divertido do que o desempenho limitado faria você acreditar.

Crédito da imagem: unusual cars


3. Land Rover Series Models, de 1948

 

Inspirado pelas habilidades de ir em qualquer lugar do Jeep, a Rover decidiu criar seu próprio utilitário com tração nas quatro rodas com o Land Rover. Este modelo, com uma massa de atualizações, permaneceu em produção até 2016.

Crédito da imagem: autocar

 

4. Kombi da Volkswagen Tipo 2, de 1949

 

Facilmente a Kombi mais procurada já criada, o Tipo 2 veio em forma de tela dividida até que a versão Bay Window, com amplo vidro frontal, assumiu o posto em 1967. Incrivelmente, apesar de ter sido lançada em 1949, a Kombi permaneceu em produção até 2013.

Crédito da imagem: motor1.com - uol

5. Austin Healey, de 1953

 

Quando Donald Healey se uniu à Austin para produzir o 100/4 de quatro cilindros para enfrentar o Triumph TR2, nasceu uma estrela. Mais tarde, carros seminovos passariam a ter um motor de seis cilindros em forma de 2,6 e 3,0 litros.

 

6. Chevrolet Corvette, de 1953

 

O maior e mais duradouro carro esportivo do continente americano, o Corvette de corpo plástico apareceu pela primeira vez em 1953, em forma de seis cilindros. Logo depois, um V8 tornou-se um modelo padrão, e é assim que as coisas permanecem desde então.

Crédito da imagem: barrett jackson

7. Volvo Amazon, de 1956

 

Primeiro carro a ser oferecido com cintos de segurança como padrão, o Amazon levou a Volvo para o mainstream, especialmente na América. Elegante e resistente, provou ser uma arma formidável no rally.

Crédito da imagem: 2shogy

8. Fiat 500, de 1957

 

Projetado para colocar famílias italianas sobre rodas, o Fiat 500 apresentava um motor 499cc refrigerado a ar montado na parte traseira, o que lhe dava um som diferenciado. Mais de três milhões de exemplares foram vendidos em uma produção que durou até 1977.
Crédito da imagem: fine art america

9. BMC Mini, de 1959

 

O primeiro carro realmente sem classe social, o Mini atraiu a todos com seus aspectos bonitos, praticidade surpreendente e dinâmica brilhante - e isso foi antes da edição de Cooper chegar em 1961.

Crédito da imagem: the telegraph

 

10. Jaguar E-Type, de 1961

 

Um clássico, desde o dia em que foi revelado no Salão do Automóvel de Genebra de 1961, o E-Type é considerado como um dos grandes símbolos dos anos sessenta e foi, inclusive, o veículo preferido de grandes personalidades como Steve McQueen, Brigitte Bardot, George Best e Tony Curtis.

Crédito da imagem: cargurus

11. Lotus Elan, de 1962

 

“Apenas adicione leveza” - essa foi a máxima do chefe da Lotus, Colin Chapman, e aqui ela é vista com grande efeito. Em uma matéria de 2010, a revista inglesa sobre carros históricos Octane relatou que Gordon Murray, o projetista da McLaren F1, afirmou que o Elan é um dos carros de melhor comportamento dinâmico de todos os tempos.

Crédito da imagem: speeddoctor net

12. MGB, de 1962

 

Por um tempo, foi o carro esportivo mais vendido do mundo, graças a uma produção que durou quase duas décadas. Oferecido em formas abertas ou fechadas, de GT, a maioria dos MGBs tinha um motor de quatro cilindros de 1,8 litros, mas alguns tinham um V8 de 3,5 litros.

Crédito da imagem: unique cars

13. Spitfire da Triumph, de 1962

 

Lançado no mesmo ano que o MGB e projetado para competir com ele, o Spitfire usou o trem de pouso do humilde Triumph Herald - e com grande efeito. Com sua proposta de diversão acessível, ele foi um dos mais populares roadsters ingleses dos anos 60.

Crédito da imagem: classic and performance car

14. Porsche 911, de 1963

 

Ao ser apresentado no Salão de Frankfurt de 1963, o carro foi um sucesso imediato. Ele foi designado "Porsche 901", mas a Peugeot protestou, por possuir o registro de todos os nomes de carros consistindo de dois números com um zero entre eles. Assim, mudando apenas um número, a Porsche criava uma marca que a acompanharia até hoje.

Crédito da imagem: risparmia auto

15. Ford Mustang, de 1964

 

Quando a Ford lançou seu primeiro "carro de pônei" em 1964, os compradores não conseguiam tirá-lo da cabeça. Como resultado, o Mustang se tornou o carro mais vendido da história, vendendo mais de um milhão em 18 meses. A Ford previu menos de 100.000 no primeiro ano.

Crédito da imagem: cars for sale

 

16. Alfa Romeo Spider, de 1966

 

A Alfa Romeo provou que você não precisa de carros seminovos com um motor grande para se divertir muito. Alguns Spiders usavam um motor de 1290cc, mas ainda eram fabulosos de se dirigir. Mais tarde, os carros receberam motores de duas câmeras de 1570cc, 1779cc ou 1962cc.



17. Datsun 240Z, de 1969

 

Por um tempo, foi o carro esportivo mais vendido do mundo, graças à sua popularidade nos EUA. Vendido em alguns mercados como o Fairlady, veio primeiro o 2.4-litro 240Z, seguido depois pelo 2.6-litro 260Z em 1974.

Crédito da imagem: pinterest

18. Mercedes SL, de 1971

 

O Mercedes SL nunca foi um carro para as massas, mas é unicamente capaz de combinar estilo, qualidade e desempenho em um pacote de dois lugares muito desejável, com capota aberta.

Crédito da imagem: autolaghi.com

19. Audi Quattro, de 1980

 

O carro que trouxe tração nas quatro rodas para a arena de carros de alto desempenho, o Quattro era diferente de tudo que veio antes, e por isso passou a dominar o Campeonato Mundial de Rally.

Crédito da imagem: honest john classics

20. Mazda MX-5, de 1989

 

Estamos agora na quarta geração do MX-5, mas a Mazda nunca se afastou da fórmula original: um carro esportivo leve e barato com tração traseira que coloca a tática à frente do desempenho total.

Crédito da imagem: evo


E aí, curtiu a nossa lista? Aproveite para compartilhar o post com seu grupo de automobilismo nas redes sociais!

Voltar